07 novembro 2008

Celina Dion, autora do hino da campanha do PS

Não foi só a imposição de quotas que trouxe Celina Dion para o palco da política local. A agora candidata, conhecida vedeta da música ligeira e que emigrou para França com a sua valise en carton na década de 60, foi convidada pelo primo Ricardo Celina Costa a regressar e a compôr e interpretar o hino da lista do PS.

Este hino - que é apenas um dos elementos da fortíssima campanha de marketing que está a ser preparada nos bastidores da lista - terá como título “rose greffés” (em português “roseira enxertada”) e fará alusão às recentes mudanças e enxertos que o partido da rosa sofreu recentemente nas Taipas.

Numas primeiras declarações recolhidas no final das gravações, Celina prometeu juventude, emoção, uma junta de freguesia mais asseada, um clube de croché e sessões da assembleia de fregusesia às 5 da tarde, porque, segundo diz, “há ali muita falta de chá”.

4 comentários:

Rick disse...

Insector, Você é lixado. Arranje aí mais uns cromos para a gente se divertir.

casimirosilva disse...

A mala de cartão não era da Linda? a de Suza.

Inspector do Cattani disse...

Caro Rick,
Em breve aparecerão outros, vai ver. Para coleccionar e trocar.

Caro Casimiro Silva,
Caso não saiba, também foi o PS das Taipas quem conseguiu a mala de cartão para a Linda de Suza (neste caso através da prima do Ricardo Costa, que lha emprestou).
Verá que há ainda muito para descobrir sobre o trabalho desta equipa... pensava que era só os arranjos exteriores no Centro Pastoral?

Um abraço aos dois e obrigado pelos comentários.

Inspector do Cattani

Anónimo disse...

Eu acrescentaría mais um grande feito do Ricardo Costa:
Conseguiu convencer o presidente da Junta de Pinheiro (PSD) a candidatar-se pelo PS nas próximas autárquicas.
Acho que também deveria ter mencionado este "poder de dissuasão" no seu vasto e doutorado curriculum inserido na sua página de candidatura.