26 novembro 2007

CSI Taipas

Estou exausto... foram horas de interrogatório.
Uma sala escura, sem janelas.
Uma mesa de madeira e uma cadeira.
A ventoinha no tecto.
Mãos presas atrás das costas, uma lâmpada apontada à cara... e a investigadora... uma brasa de uma investigadora...

Foi preciso uma boa dose de paciência e a promessa que o arquitecto não colocaria mais cubos nos passeios para que saíssemos em liberdade.

O caso está agora em segredo de justiça. Mas "segredo" é palavra que não existe no nosso dicionário.

Fiquem por isso a saber que fomos acusados de ter abafado uma série de casos que já deviam estar resolvidos e continuam sem explicação. Malditos...

As perguntas fazem-me sonhar com a brasa da investigadora que, com a sua voz rouca, lançava, uma atrás da outra...


  • Onde estão os catorze mil euros da festa das cervejas e francesinhas?

  • E os 5.000 mil euros da devolução da carrinha?

  • Afinal, quem era o vendedor da carrinha?

  • E onde estão os reforços da GNR para as Taipas?

  • Quem é que tem a cassete da conversa entre o presidente da câmara de Guimarães e o presidente da junta das Taipas?

  • E o certificado de habilitações de José Luis Oliveira para exercer o cargo de presidente da turitermas?

  • E quem foi que roubou o programa eleitoral do PSD, que agora não pode cumprir o prometido, porque não se lembra do que prometeu?

  • E a luz da feira? Quem foi culpado? Quem é que está a deixar a CDU nesta escuridão?

  • E a Rita da Operação Triunfo, sempre é expulsa ou não?

  • E qual é afinal a identificação dos leitores que deixam comentários neste blogue?

  • E o polvo... deve, ou não, ser acompanhado com arroz do mesmo?

4 comentários:

Ajão disse...

Caro Inspector,

Assim mesmo! Mal está quem pensa, que nesta época "há animais a perseguir o homem", que diga -se, foi sempre uma realidade que nunca ninguém conseguiu inverter!
Peço desculpa por lhe ter causasdo problemas no seu interrogatório, mas, só assim, é que o blog ganha credibilidade. Admirado fico, também, que os inspectores estivessem tão bem documentados com material "explosivo", mas, a bomba vai explodir nas mão de alguém!
E, então essa do "advogado dos pontos nos iii" ( In Reflexo) tinha de ter habilitações?! Diga -se é de mais!
Quanto aos seus leitores, a identidade dos mesmos, sob pemna de perseguição politica, não pode ser revelada e, acima de tudo, eles são de qualidade.Daí ser um perigo bastante elevado revelar os seus nomes. Diga -se, até para bem das instituições e das pessoas, nada deve ser revelado, pois, a censura do status quo não perdoraia nada!
É, mais profunfo e corrosivo que os eus comentadores continuem a "dar pancada" na idiotice de certos "opinion makers" que como suporte e legitimação das suas opiniões, se arrogam de ser condutor auto -rodas e um prtenso " Marcelo das Taipas".Só idiotice!
Acredite, caro inspector, o seu sacrificio vale a pena, pois, enquanto o seu blog tiver os comentadores que tem dido, tem u nível elevado de critica e de grande honestidade intecletual!

Um abraço.

ASAE disse...

Tudo muito bem mas há uma irregularidade mesmo mesmo no ultimo paragrafo .
O POLVO deve ser SEMPRE mas sempre acompanhado pelo devido arroz. Caso contrario ficam com a sua actividade suspensa após uma operação de fiscalização nesta tasca .

ajão disse...

Dizendo,

Não fazendo,mas, dizendo, muitas vezes, se presta um grande serviço!

Caro Inspector,

Eu já fiz um comentário a esta " noticia",mas, para meu espanto, o mesmo ainda não consta no "registo"!
Será que, também, se está a censurar a colaboração dos habituais, ou por serem muito habituais, ou por não serem convenientes na "prosa".
O Polvo estará farto de que se "corte na casaca" do Marcelo, condutor auto - rodas e do advogado com os pontos nos iiiiis?
Olhe, Inspector, que o advogado com os pontos nos iiiiis , porque foi ele que assim escreveu no Reflexo, é o mesmo que não tem "habilitações"!

Mesmo, que rejeite a minha colaboração, o que eu duvido, serei sempre leitor fiel do blog!

Um Abraço,

Ajão

Inspector do Cattani disse...

Caro Ajão,
Tenha calma. Não desespere. Os inspectores ou bem que trabalham e solucionam novos casos ou bem que passam o dia a publicar comentários. Olhe que houve outros que também só foram publicados agora.
Mas já que fala nisso, o caro amigo tem aí um odiozinho de estimação em relação ao vilas das taipas e ao vermelho vivo que é preciso exorcizar...
Faça como nós: vá variando de tema, para não enfastiar a malta. É que o que faz falta é animá-la, não é cansá-la.

Caro Asae,
Obrigado pelo comentário e pelo aviso. Tudo faremos para manter a tasca aberta.